Arquivo da categoria: Café

Conab vai oferecer mais 95 mil sacas de café da safra 2009/10 na próxima quinta

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) realiza na próxima quinta-feira (06) mais três leilões de venda de café arábica (avisos 179/2016, 180/2016, 181/2016) por meio do Sistema Eletrônico de Comercialização (Sec), na modalidade viva-voz. Serão ofertadas 95.010 sacas de 60 kg do grão ensacado da safra 2009/2010, em armazéns da autarquia nos estados de Minas Gerais e São Paulo.

Podem participar do leilão online os interessados que estejam devidamente cadastrados perante a Bolsa, por meio da qual pretendam realizar a operação e que estejam em situação regular no Sistema de Registro e Controle de Inadimplentes da Conab (Sircoi).

Os preços para arremate devem variar conforme as condições dos cafés armazenados e serão divulgados em até dois dias úteis antes da realização do leilão. O produto que será comercializado pode ser vistoriado nos armazéns da Conab, mas não é permitida a retirada de amostra.

As operações, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), continuam até o fim do ano para atender a uma estratégia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), de regular o mercado interno em virtude da elevação dos preços do produto.

 

Fonte: Notícias Agrícolas

Conab levanta custo de produção de café na Bahia e no Espírito Santo

Os valores vão embasar o cálculo de preço mínimo realizado pela Conab para a Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM)

Conab levanta custo de produção de café na Bahia e no Espírito Santo

 

 

 

 

 

 

Técnicos da Superintendência de Informação do Agronegócio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) começaram, ontem segunda-feira (6), a levantar, pela primeira vez, o custo de produção de café das cidades de Vitória da Conquista (arábica) e Itamaraju (conilon), no sul da Bahia, além de Jaguaré (conilon), no norte do Espírito Santo.

Os valores vão embasar o cálculo de preço mínimo realizado pela Conab para a Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM). Durante uma semana, serão colhidas informações sobre gastos na implantação, formação e produção de café, com o preenchimento de relatórios formados por mais de 300 itens, que incluem desde o preparo de solo, plantio, adubação a tratos culturais, mecanização entre outros.

O trabalho de levantamento contará com painéis com a participação de representantes de sindicatos rurais, cooperativas, órgãos públicos, produtores e técnicos agrícolas, além de agentes financeiros e consultores ligados à agricultura, cada um dando sua contribuição para a finalização do estudo.

Após esta etapa, começa a tabulação dos dados e a finalização do cálculo deve durar mais 30 dias. O valor final será utilizado pela Superintendência de Gestão da Oferta da Conab para definição de uma proposta de preço mínimo a ser submetido ao Tesouro Nacional.

 
Fonte: CONAB

Conab estima aumento de 15% na safra de café do Brasil ante 2015

Conab estima aumento de 15% na safra de café do Brasil ante 2015
Conab estima aumento de 15% na safra de café do Brasil ante 2015

SÃO PAULO (Reuters) – A safra de café do Brasil, o maior produtor e exportador mundial, foi estimada nesta terça-feira em 49,67 milhões de sacas de 60 quilos, crescimento de 14,9 por cento ante 2015 impulsionado pela produção de grãos arábica, de acordo com levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Mas o número ficou próximo ao ponto mais baixo da previsão anterior. Em janeiro, a Conab havia estimado a produção em intervalo de 49,13 milhões a 51,94 milhões de sacas.

(Por Roberto Samora)

CAFÉ/CEPEA: Estoques da safra 15/16 podem ser os menores desde 11/12

Cepea, 19 – Faltando dois meses para o fechamento da temporada de exportação 2015/16, cálculos do Cepea indicam que os estoques brasileiros de passagem, pela segunda safra consecutiva, devem ser reduzidos. A estimativa do Cepea levou em consideração dados de estoques e de oferta nacionais divulgados pelo USDA para a temporada 2015/16 e de consumo doméstico da Abic. O Departamento Norte-Americano indica que o Brasil teria disponível 58,8 milhões de sacas de 60 kg na temporada 2015/16. Desse volume, descontando-se o consumo doméstico e exportações, os estoques de passagem poderiam se aproximar de 4 milhões de sacas ao final da temporada – pouco acima dos observados na safra 2011/12 que, segundo o USDA, foi o menor das últimas safras (2,24 milhões de sacas). A atual baixa oferta de café, especialmente de grão de alta qualidade, por sua vez, pode limitar os embarques neste final de temporada 2015/16. Já para o segundo semestre, exportadores têm expectativa de que a entrada da nova temporada eleve o volume de café de maior qualidade – até o momento, o clima vem favorecendo a produção nacional de arábica. Por isso, a maior produção prevista para safra 2016/17 não é um indicativo de recuperação nos estoques finais (em junho/17). (Fonte: Cepea –www.cepea.esalq.usp.br)