Brasil Importa Milho e Eleva Preços no Mercosul

De janeiro a abril, o Brasil importou 243,65 mil toneladas de milho, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A maior parte deste milho veio do Paraguai. Foram 123,74 mil toneladas importadas do país vizinho ou 50,8% do total. O volume restante veio da Argentina.

Chama a atenção as cotações do produto importado, em relação aos preços vigentes no mercado brasileiro.

Em ambos os países, a produção em 2015/2016 foi maior que na temporada passada. Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a Argentina colheu 25,9% mais milho na temporada atual, totalizando 34,0 milhões de toneladas. A produção paraguaia, estimada em 3,28 milhões de toneladas, aumentou 4,3%, em relação à safra passada.

É justamente essa maior competitividade do produto importado, em relação ao nacional, que tem levado grandes empresas integradoras de aves e suínos a importarem milho de países do Mercosul.

O preço médio do milho paraguaio importado no primeiro quadrimestre foi de US$127,13 por tonelada e o argentino US$165,49 por tonelada (FOB). Veja a tabela 1.

Se considerarmos um frete médio de US$70,00 para levar este milho do porto no Paraná até a região do médio Norte de Mato Grosso, o produto chegaria à região de destino custando US$197,13.

Levanto em conta uma taxa de câmbio de US$1,00=R$3,50, esse milho custou R$689,95 por tonelada ou R$41,40 por saca de 60 quilos.

O preço vigente na região neste período (produção nacional) variava de R$42,00 a R$44,00 por saca de milho, posto na fazenda.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Considerando somente o mês de abril, segundo os últimos dados divulgados pelo MDIC, a importação foi de 105,94 mil toneladas, o equivalente a 43,5% do volume total importado no ano. Destas, 61,15 mil toneladas foram importadas da Argentina e 44,79 mil toneladas do Paraguai.

A demanda firme no Brasil fez os preços subirem nos países vizinhos.

As cotações médias do milho importado da Argentina e do Paraguai foram, respectivamente, US$166,35 e US$140,50 por tonelada (tabela 2) em abril último.

Seguindo o mesmo raciocínio da simulação anterior, o milho importado do Paraguai chegou ao Brasil custando US$140,50 por toneladas (FOB). Este valor acrescido do frete para transportar o produto para o Médio Norte Mato-grossense, de US$70,00 por tonelada, totalizaria US$210,50 por tonelada.

Em reais são R$736,75 por tonelada ou R$44,21 por saca de 60 quilos, preços ainda competitivos em relação aos vigentes no mercado interno.

O ponto principal, além do preço, é a disponibilidade nos países vizinhos, cenário diferente do brasileiro onde em curto e médio prazo a expectativa é de estoques reduzidos.

Importação brasileira de milho de janeiro a abril

Importação brasileira de milho de janeiro a abril

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s