Por que áudio de Jucá pode implodir o governo Temer, segundo a Arko

Amigo do barulho: quanto mais mantiver Jucá no governo, mais Temer será acusado de abafar a Lava Jato (José Cruz / Agência Brasil)
Amigo do barulho: quanto mais mantiver Jucá no governo, mais Temer será acusado de abafar a Lava Jato (José Cruz / Agência Brasil)

SÃO PAULO – Com pouco mais de uma semana, o governo do presidente em exercício Michel Temer sofre seu primeiro bombardeio importante: a divulgação, pelo jornal Folha de S.Paulo, de gravações de conversas entre o ministro do Planejamento, Romero Jucá, e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Nos diálogos, Jucá afirma que apenas a saída da presidente afastada, Dilma Rousseff, abriria caminho para um “pacto” capaz de salvar todos os políticos da Operação Lava Jato.

Nesta tarde, Jucá informou que se licenciará do Planejamento amanhã (terça-feira, 23) e retomará seu mandato como senador pelo PMDB de Roraima e presidente nacional do partido. De acordo com a Arko Advice, consultoria de análises políticas, a situação é “potencialmente explosiva” para o governo Temer por quatro motivos. O primeiro e mais óbvio é que ele reforçará o discurso do PT e de Dilma, de que o impeachment é um golpe e que todo o processo foi conduzido apenas com fins políticos: o de afastar Dilma e colocar alguém capaz de proteger os envolvidos na Lava Jato.

 

O financista.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s